|Como| Estar Numa Boa Vibe?

10:00:00
Hey hey pessoal! Como estão? Hoje em dia os adolescentes e até mesmo pessoas bem adultas preocupam-se com coisas tão insignificantes, que eu fico parva só de ver. Principalmente na escola e até mesmo no trabalho dessas pessoas. Eu só preocupo-me em estar em paz. Hoje apetece-me falar sobre este assunto. 




Eu hoje tenho 18 anos mas mesmo antes desta idade, sim, sei que sou nova ainda não vivi nem menos de metade sequer da minha vida, mas tenho andado a observar que certas pessoas ao meu redor tem uma cabecinha pequena e preocupam-se com coisinhas que não tem nada a haver. 

Mas enfim, eu adoro observar as pessoas e dentro da minha mente falo comigo mesma e pergunto-me o porquê de terem agido daquela forma, o porquê daquela resposta, daquele gesto bruto...? Eu penso e chego à conclusão de que existem pessoas que já tem idade suficiente para ter juízo e creio que também é a altura certa para deixarem de terem certas atitudes, que por norma são infantis e não fazem sentido nenhum. Mas existe tempo para tudo.


Não estou a dizer para serem pessoas aborrecidas e sem sentido de humor, não. Mas existe uma diferença entre ser criança e ter sentido de humor, há um limite entre essas duas características.
Há que saber controlar, tudo bem que há dias em que estamos mais alegres e agimos de certa forma, mais espontânea e menos objetiva. Mas existem limites. Nós podemos e devemos sim estar felizes, mas temos de ter os pés acentes na terra e ter atenção.

Eu adoro dar gargalhadas, contar piadas, ouvi-las, falar sobre coisas erráticas. Tudo isto de forma a não ofender e nem envergonhar ou prejudicar de alguma forma a outra pessoa. 




O problema é que infelizmente, existem pessoas que fazem questão de ofender as outras indiretamente. Por vezes não é essa a sua intenção e nem dão conta daquilo que dizem, elas apenas   não sabem medir as suas palavras. E isso causa um desconforto por parte de quem está a ouvir.
  
Depois há aquela gente que adora criar confusões com todos, adoram fazer uma fofoca e falar mal das pessoas sem nem sequer conhecê-las. 





Qualquer coisa é motivo de risinhos, é motivo de "revolta", que coisa estúpida. Só porque a pessoa "A" disse algo que não agradou a pessoa "B e C", estas duas ficam revoltadas com ela e ficam contra ela. 
Elas podem não ter gostado mas foi a opinião daquela pessoa, apenas respeita. Isso não é motivo de briguinhas parvas.
Tu podes até não concordar mas podes entender.




Outra coisa,  julgar as pessoas sem conhecê-las, isto dentro de uma turma, no local de trabalho, em um café, no comboio...etc.

Olhamos para elas e dizemos que não gostamos delas, vamos muito pela intuição e acabamos por enganarmo-nos com isso. Nós só falámos com essa pessoa uma vez e já não gostamos dela, já começamos com as ofenças dentro das nossas cabeças. Isso é desagradável. 
Às vezes nem sequer falamos com essas pessoas e pronto, já não gostamos delas. Isto faz algum sentido?
E eu sei que já aconteceu com todos. 




São inúmeros exemplos e situações pelas quais já passei e que ainda hoje acontecem com bastante frequência. 
Quando tu não sabes algo e a criatura chega lá e ofende-te. Em vez de ter calma e explicar as coisas como deve de ser, não, ela age de forma tão rude e tão indelicada que eu chego a sentir-me uma pessoa completamente inútil. Essas pequenas coisas tocam.

Comentários rudes e ofensivos que as pessoas fazem quando ages de determinada forma, sei lá. É tudo tão no sense que eu nem sei o que dizer.




Ao longo dos tempos vamos nos habituando com esse tipo de coisas e acabamos por já nem ligar a isso. 
  • quando chega a altura em que vês que não vale a pena comentar certas coisas; 
  • quando chega a altura em que não vale a pena nem sequer abrir a boca; 
  • quando sabes respeitar o silêncio do outro;
  •  quando deixas de rir de comentários parvos; 
  • coisas que sabes que nem vale a pena olhar ou dar ouvidos;
  • quando dizes não ao drama;
  • quando sabes pedir perdão e perdoar;
  • quando não custa dares razão a alguém;
  • quando sabes a altura para parar e realmente páras;
  • quando sabes ouvir um "não";
  • quando começas a dar mais valor à tua família;
  • quando começas a pensar em emprego, casa, contas, sustentabilidade;
  • quando dás a mão sem queres algo em troca;
  • quando sabes que estás errado e não "amarras o burro";
  • quando a importância que dás ao que os outros pensam de ti é nula;
  • quando o silêncio, um suspiro e uma revirada de olhos valem mais que mil palavras,
Tudo isto e muito mais.



Vais perceber que chegaste na fase em que a opinião que têm sobre ti não é assim tão importante e que não vale a pena gastares o teu latim com certos seres humanos. 

Vais começar a ver o mundo de uma forma diferente.


Meu Deus, tu vais perceber quando chegares nessa fase, acredita.
Eu estive nessa fase no fim dos meus 16 anos até agora e com certeza eu vou e tu vais ganhando mais maturidade com o passar dos anos.

É tão bom passar por essas coisas e simplesmente deixar ir. Seguir em frente, revirar os olhos e adeus draminha.




Tudo isto para chegarmos à conclusão de que devemos crescer e criar alguma maturidade na nossa cabeça. Essa maturidade vai chegar um dia, pode demorar mas chega.  
  
Afinal, o que fazer para mantermos essa good vibe?

Começarmos fechar a nossa mente para certas atitudes e comentários negativos. Seres humanos que não dizem coisa com coisa, vamos deixá-los falar sozinhos e ignorar, ok?





A única coisa que precisamos é de paz e boas vibrações e não ligar tanto ao que os outros dizem.
Evitar ao máximo pessoas que possam estragar o nosso dia com uma simples frase preconceituosa ou uma atitude não muito bonita.

Vamos ouvir uma playlist tranquila, deitar no sofá a beber um chá, um café, um aperitivo...e pensar em coisas boas, sonhar, planear o futuro, ler um livro, ver um filme. 
Sair com amigos e conversar sobre a vida.



Muitos de vocês são adultos e acredito que já tem noção sobre o que é a vida. Eu não sei nem metade e estou aqui para viver e aprender. Com o tempo eu e muitos outros iremos ver como isto funciona. Sejamos boas pessoas e respeitosas para com os outros, espero que tenham gostado e comentem o que acharam, até amanhã!
Anne

2 comentários:

  1. Identifiquei-me tanto! Também tenho 18 anos, e passo a vida a pensar no que é que se passará no mundo, para termos que lidar com certas mentalidades...
    Beijinhos,
    Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube

    ResponderEliminar
  2. oii essas ilustrações são suas?

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.